Fetiches

Quer brincar de Pet Play?

Alessandra Amaral
Escrito por Alessandra Amaral em 20/06/2015
Quer brincar de Pet Play?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Já ouviu falar de Pet Play ou Dog Play? Dentro das práticas fetichistas do BDSM temos um jogo erótico que consiste transformar a submissa (ou submisso) em um animal de estimação.

Assim, a pessoa pode ser “transformada” em gato (kit), cachorro (dog), raposa (fox) ou outros animais que o Dominador desejar.

A Interpretação de um animal (Pet Play) pode ser um jogo não-sexual ou um jogo erótico-sexual (podendo ser chamado de pet play, dog play, pony play, ponyism, kitten play).

Como jogo erótico-sexual, um ou mais participantes assume o papel de um animal real ou imaginário, inclusive de seus comportamentos e aparências.

Às vezes um parceiro irá agir como outro animal ou, em um contexto sexual, pode assumir o papel do dono, adestrador ou responsável pelo animal.

Os exemplos mais comuns são de canídeos (Cachorro, cão e lobo), Felinos (gato, gato filhote e grandes felinos – Leão, Pantera) ou Eqüinos (Cavalos, Éguas e Pôneis).

Pet play também é usado em um contexto BDSM, onde uma pessoa pode ser humilhada ou agradada tornando-se um animal.

Como brincar de Pet Play?

Usar o Pet Play como jogo erótico, onde uma pessoa interpreta um animal no contexto erótico ou sexual, é algo totalmente definido por quem está envolvido em tal jogo, por seus humores e interesses no momento do jogo.

O Pet Play pode se iniciar de forma simplificada como a imitação vocal de um gato (miar) ou de um cão (Ladrar), respiração ofegante e comportamento canino ou felino, rastejar de quatro e ser alimentado no chão ou ser acariciado.

Parece haver uma tendência crescente entre a cena BDSM de pet play, principalmente cães e gatos (dog play e kitty play).

Desempenhando o papel de um cachorrinho ou um gatinho uma pessoa dá o controle completo sobre a outra, enquanto que o mestre ou dono espera só o amor incondicional e obediência de seu “animal”.

A forma de se interpretar o Pet Play de forma real é variada. Um casal poderia encenar o petplay de uma forma mais discreta, em público, apenas acariciado o parceiro no pescoço para um observador casual, mas entre eles fica subentendido um carinho do dono em seu animalzinho de estimação.

No caso de festas fechadas e convenções, muitos dos praticantes de pet play são Fetichistas e BDSMs, um parceiro pode usar uma coleira de cachorro com uma guia atrelada.

Em alguns casos, o Pet Play é visto como um jogo de amor e carinho, tranqüilo, onde não há necessidade de verbalizações, simplesmente existindo o ato de acariciar, esfregar e manter o parceiro satisfeito ou tranqüilo.

O que usar nesta brincadeira?

Independente de ser ou não adepta do BDSM, você pode brincar de Pet Play em casa usando apenas dois acessórios para “compor a cena”: uma coleira e um plug tail (também chamado de plug com cauda).

A Coleira é um acessório para o pescoço, ideal para restrição física, proporcionando um visual muito estimulante em jogos sexuais. Geralmente vem com uma guia ou corrente para que o Dominador possa conduzir sua submissa para onde quiser.

Os amantes de fetiche e BDSM consideram a coleira um símbolo de submissão, devoção e comprometimento.

O Plug Tail é  um tipo de plug com cauda de animal falso, principalmente usados em jogos de dominação. A cauda geralmente é feita com pele falsa, anexada ao final do tampão de modo que se tem a impressão que a pessoa tem uma cauda. São fabricados com imitação de pele dos animais ligada à base.

Em algumas formas é semelhante a um vibrador, mas tendem a ser mais curtos e com uma extremidade flangeada para evitar que o dispositivo saia facilmente do corpo.

Geralmente são chamados de “Plug Fetish” por que são projetados de forma incomum, diferente e para atender especificamente a fetiches sexuais.

Os plugs com cauda vêm em uma variedade de cores, formas, tamanhos e texturas. A maioria, no entanto, é a forma mostrada na figura ao lado que tem uma ponta fina, é mais largo no meio, um entalhe para mantê-lo no lugar uma vez que é inserido e uma base alargada para impedir a inserção completa no reto.

Estes plugs diferentes são feitos de diversos materiais, sendo o látex o mais comum. Outros materiais usados ​​incluem silicone, neopreno, madeira, metal, vidro, pedra e muitos outros materiais.

Como usar o Plug Tail?

O Dominador pode presentear a sua submissa com este acessório. É imprescindível que ela já tenha praticado sexo anal. Antes de ser inserido, convém aplicar um pouco de lubrificante no acessório.

O prazer está na penetração do plug, que pode ser movido para dentro e para fora para maior excitação.

Uma coleira nesta “gatinha” ou “cachorrinha” é muito bem vinda para dar maior veracidade à cena. Enquanto isso, seu Dono pode fazê-la passear pelo quarto.

Ou quem sabe ele pode sentar numa poltrona e pedir uma deliciosa sessão de sexo oral. Com um detalhe: que ela venha até ele de quatro, nua, de rabo e coleira.

Essa brincadeira foge dos teus conceitos tradicionais de sexo, não é? Ao “brincar de fetiche” o prazer da dominação e submissão está justamente na manipulação desses papeis, interpretações e no jogo psicológico que decorre deles.

A simbologia inerente ao ato da transformação e até mesmo o treinamento para que a sub incorpore seu papel e possíveis punições decorrentes de uma má representação desperta muitas sensações tanto para quem é o dominante quanto para quem é o “pet”. Normalmente esses sentimentos são uma combinação de disciplina, controle e adoração.

Outro plug anal que vale a pena citar e que vai ficar lindo na “sua cadela” (alguns são mostrados em filmes pornôs) é a Jóia Anal.

Este é um tipo de plug onde a extremidade arredonda fica inserida no ânus e a extremidade que fica fora do corpo está decorado, geralmente com uma jóia ou pedra decorativa.

A maioria das peças de joias anais é feitas de aço inoxidável e têm tipicamente algum tipo de ornamentação na área que está ​​fora do corpo.

Estas peças de aço inoxidável também são projetadas para ser usado por um longo período de tempo; embora eles forneçam uma sensação de plenitude no ânus, eles são mais para mostrar do que por prazer.

Agora imagine comigo: já pensou brincar de “cadelinha” ou “gatinha” com o seu Dono?

Entregue-se a todos os caprichos dele e faça o papel de submissa, desfilando com estes acessórios pra lá de diferentes.

Acompanhe nossas postagens. Em breve novas dicas sobre acessórios e como usá-los de maneira sexy e criativa.

Blog Meus Fetiches

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *