Curiosidades

Os deliciosos benefícios de uma Rapidinha

Alessandra Amaral
Escrito por Alessandra Amaral em 28/09/2015
Os deliciosos benefícios de uma Rapidinha

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Quem nunca fez uma “rapidinha” na vida que atire pra cima a primeira calcinha! Não está escrito em lugar nenhum que sexo bom é aquele que demora duas horas… (ou mais!). Uma rapidinha pode ser considerada como um alivio imediato para aquele tesão que bate urgente e precisa de uma solução.

Existem pessoas que fazem uma rapidinha uma vez ao dia ou pelo menos uma vez por semana. Com a correria do cotidiano, os compromissos e tudo mais, parece estar cada vez mais difícil tirar um tempo para um sexo longo. O que dirá para um sexo tântrico!

Durante a semana pode faltar energia no final do dia. Geralmente ficamos tão atarefados com os compromissos diários e os problemas de plantão que dificilmente sobra alguma disposição para arrasar entre os lençóis. Então deixamos o sexo para o dia seguinte e este padrão se repete. No final das contas, percebemos que transar já não é mais tão importante assim e a relação começa a dar sinais de alerta.

Não deixe isto acontecer! Sexo rápido também pode ser benéfico (e prático), costuma agradar muita gente e também pode ser muito prazeroso para a mulher. Além de contribuir para o bom humor e pele de pêssego no dia seguinte, também alivia o stress e tensões acumuladas. Quem sai ganhando é a relação e os dois ficam ainda mais conectados.

Muitas mulheres podem não gostar, uma vez que fazem questão de uma boa preliminar, estar bem lubrificada e “dentro do clima”.

Realmente nós demoramos mais tempo que os homens para nos sentirmos estimuladas sexualmente e prontas para o sexo.  Só que esta “demora” pode ser resolvida com outro tipo de preliminar como mensagens picantes, atos indecentes e fora do padrão, uma foto ousada durante o dia etc.

Preliminar não significa só beijos e abraços antes da penetração; é todo aquele conjunto de provocações que por si só estimulam a imaginação antes mesmo de vocês se encontrarem. Dependendo da situação, o sexo rápido pode ser uma experiência inesquecível e se tornar recorrente no cotidiano do casal.

Muitas mulheres colocam na cabeça que bom mesmo é quando demora bastante, só que isto não é uma afirmação muito correta. Às vezes uma relação sexual longa pode se tornar cansativa, enquanto uma rapidinha pode ser tão boa a ponto de se tornar inesquecível.  São coisas diferentes e depende muito da vibe que o casal estiver, portanto não é melhor nem pior, é apenas diferente.

O tema é polêmico e controverso. Isso depende da situação e da excitação do casal, bem como da sintonia que estabelecem na transa. Se as pessoas não estivessem sempre tão ocupadas resolvendo problemas, trabalhando e estudando talvez fosse possível perder horas diárias no sexo, mas essa não é a realidade presente no século XXI e nem dessa geração.

Convém lembrar que uma rapidinha boa mesmo é aquela que dá prazer para ambos. Não estamos falando de parceiros que são rápidos demais, o que gera grande frustração neles mesmos e suas parceiras. Isso já é outra conversa! E nem vá se viciar somente em rapidinhas… Tem que saber dosar, pois tudo o que é demais, enjoa e perde a graça logo adiante.

Se o tempo tem sido curto para todas as suas tarefas, não deixe o sexo fora de sua lista de prioridades. Melhor uma rapidinha gostosa com seu parceiro em qualquer hora do dia do que abandonar aos poucos sua vida sexual em nome do tal cansaço (ou preguiça). Cá pra nós… Fica visível a falta de sexo na vida de uma pessoa quando o mau humor impera. E eu quero te ver sorrindo todos os dias, amiga!

Quando você tiver tempo para altas produções sexuais, aí sim pode investir em muito mais detalhes e disposição para surpreender o parceiro. Nessas horas pode ir sem pressa mesmo. Reservem um momento apenas para o casal e curtam cada minuto, com tudo a que tem direito.

E agora? O que fazer? #Partiu #Rapidinha #BemGostosa

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *