Início » Como acontece a lubrificação feminina?
Curiosidades

Como acontece a lubrificação feminina?

Vamos explorar o lado curioso do sexo? Você sabe como a vagina fica lubrificada para o sexo?

Bom, sexo todo mundo sabe fazer, mas explicar tudo o que acontece no corpo humano nas horas “quentes” não é uma tarefa fácil. Em nível de curiosidade e para satisfazer as dúvidas de nossos leitores, fomos à busca de respostas para esta pergunta. Com certeza é um texto diferente do que está acostumado a ver por aqui no Blog Meus Fetiches, mas você vai curtir… Afinal, informação nunca é demais, não é?

A lubrificação é diferente no organismo de cada mulher. Algumas ficam “super úmidas” com a maior facilidade, outras nem tanto assim. Geralmente o que mais estimula o desejo sexual e a excitação nas mulheres é a imaginação e o seu lado emocional. Um homem que vai com muita “sede ao pote” não dá tempo de uma mulher reagir à excitação, no mesmo ritmo que o seu. Por isso os dois devem investir um pouco mais nas preliminares.

Por fora, sabemos o que deixa uma mulher “molhadinha”: pode ser um beijo, palavras picantes, o cheiro do seu parceiro, sua pegada gostosa e por aí vai…  Mas por dentro, o que acontece? Confira aqui o “trabalho” que o corpo tem para que ocorra a lubrificação feminina:

– Quando uma mulher está no seu “estado normal”, as células que formam as paredes dos vasos sanguíneos da região vaginal ficam grudadas. Nada passa entre elas. Tudo está “seco”.

– Assim que a mulher começa a se excitar, este processo é “ligado” pelo cérebro. A lubrificação feminina envolve glândulas localizadas na entrada da vagina. Logo em seguida, as paredes dos vasos sanguíneos da região se transformam. As células se afastam uma das outras, abrindo “buracos” nas paredes dos vasos, deixando o local mais “inchado”. O canal vaginal fica mais longo e largo, facilitando a penetração. Nesse meio tempo, aumenta o fluxo de sangue na vagina.

– Com o sangue circulando cada vez mais (e mais rápido! Na hora daquele tesão louco!), os tais vasos sanguíneos começam a “suar” liberando fluido para dentro da vagina. Este líquido que escorre (você bem qual é…) é composto 90% de água.

– Ao líquido que sai destes vasos se junta outra secreção mais viscosa, produzidas pelas glândulas de Bartholin (bem na entrada da “menina”). Esta é uma glândula que faz parte da constituição normal dos órgãos genitais femininos. A mistura fica completa com outra secreção formada na entrada do útero, chamada muco cervical. Esse “coquetel” de lubrificante natural facilita a penetração do pênis, deixando a relação muito mais prazerosa.

glandulas-de-bartolin
Glândulas de Bartholin

Uma curiosidade à parte é que se a penetração começa sem a lubrificação necessária para um “vai e vem gostoso”, o pênis dá uma forcinha: ele faz pressão nas glândulas de Bartholin e de Skene, que soltam parte da lubrificação.

Caso a mulher não fique “molhada” o suficiente, pode acontecer atrito com o pênis, causando mini fissuras na vagina por onde podem entrar bactérias e causar infecções. Por isso a lubrificação na mulher é tão importante na relação assim como a ereção é para o homem.

Na falta de lubrificação adequada o ideal é usar um lubrificante à base de água para não machucar as paredes da vagina. Ou então caprichar naquele sexo oral para deixá-la pronta para qualquer peripécia…

Viu só quanta agitação acontece dentro do seu corpo antes de um delicioso orgasmo? Tudo vira festa, não é? Bom, já que a lubrificação feminina é movida à base da imaginação, que tal exercitar a sua agora e ler alguns de nossos contos?

Fonte Texto: baseado em artigo publicado na Revista Mundo Estranho

Gostou deste texto? Fique à vontade para comentar!
Visite também nossa página no FACEBOOK e nos acompanhe no INSTAGRAM.
Convidamos você a fazer parte de nossa Lista de Transmissão e receber diariamente dicas e novidades de nossa Loja Virtual. Entre em contato conosco pelo número: (11) 94392-4247  para ser adicionado em nossa Lista Vip.
Caso esteja lendo este texto pelo celular, CLIQUE AQUI e fale diretamente conosco.
E-book Contos Fetiche: Histórias Deliciosamente Reais

Sobre o autor

Alessandra Amaral

Olá, sou Alessandra, criadora da Meus Fetiches, blog que fala de sexo, produtos eróticos e relacionamentos. Acredito que o sexo precisa ser mais explorado, por isso me especializei na área de produtos eróticos para auxiliar homens e mulheres a terem uma vida sexual mais intensa e gostosa.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário